....

São 5 horas da manhã, e eu estou dirigindo sem rumo há horas. No rádio está tocando “Tempo Perdido” do Legião Urbana, e eu nunca me identifiquei tanto com uma canção. Sinto as lágrimas quentes escorrerem pelo meu rosto. Não tenho mais o tempo que passou

Eu voltei decidida a ter você outra vez. Você sabe que eu nunca fui uma típica garota romântica, mas algumas coisas me fizeram perceber que o que eu fiz anos atrás foi o pior erro da minha vida. Parece que foi numa realidade tão distante, mas ainda assim eu lembro como se fosse hoje. Nossa formatura do colegial, você com aqueles seus cabelos negros revoltos que eu sempre adorei, olhando fixamente para mim quando eu disse que tinha conseguido uma bolsa de estudos na capital. Eu era tão jovem para perceber que aquela noticia te abalou. Mas naquele momento eu só conseguia imaginar que tinha conseguido a chance da minha vida. Estudar medicina sempre fora o meu sonho, mas para isso eu tinha que abrir mão de você.

Eu estava tão deslumbrada para perceber que as cartas, os e-mails e as ligações eram insuficientes perto do que poderíamos ter se eu não tivesse desistido de tudo. Nas férias todos achavam esquisito, mas você e eu não perdemos a amizade que sempre tivemos. Continuávamos a fazer várias coisas juntos. Não mais como namorados. Mas como os grandes amigos que sempre fomos acima de tudo.

Neste natal, porém, eu percebi que eu nunca quis ser só sua amiga. Eu voltei determinada a largar tudo por você. E então você me liga, dizendo que tem algo para conversar comigo. Meu coração disparou. Será que ele também percebeu que nós não nascemos para sermos apenas amigos? Eu revirei minha mala. Vesti o meu melhor vestido. Essa noite eu recuperaria a vida que eu deixei para trás. Eu recuperaria você.

Quando cheguei e avistei você do outro lado do bar, sentado em uma mesa com aquele seu olhar distraído. Percebi que você parecia estar ensaiando alguma coisa. Você queria me contar algo. Disse ao telefone que também tinha algo importante para conversar. Me aproximei. Era como se eu tivesse voltado a ter quinze anos, como se eu estivesse prestes a te beijar pela primeira vez.  Aquele nosso primeiro encontro… eu tão desastrada derrubei suco em sua camiseta… mas meus pensamentos românticos foram abaixo quando você finalmente disse o que pretendia.

Queria que eu fosse a primeira saber, mas eu preferia nunca ter ouvido aquilo. Você tinha encontrado alguém. Estava prestes a se casar e iria ser pai. Por uns dois minutos tudo ficou parado no tempo. Eu me senti congelada. E então você me mostrou a foto dela. Parecia perfeita, vestia um longo vestido azul que a deixava radiante e contrastava de uma maneira incrível com os seus longos e brilhantes cabelos loiros. Naquele momento senti que o havia perdido para sempre.

Não tive coragem de dizer o que eu realmente esperava desse encontro. Você conquistou tudo. E eu me sinto feliz. Mas uma parte de mim deseja nunca ter te conhecido ou talvez nunca ter partido. Mas agora é tarde… e eu estou aqui, segurando o volante sem saber para onde ir. Distante de tudo

Anúncios