....

Autor: Nicholas Sparks
Título Original: Save Haven
Ano de Lançamento: 2012
Editora: Novo Conceito
Número de Páginas: 416
Sinopse: Quando uma mulher misteriosa chamada Katie aparece repentinamente na pequena cidade de Southport, na Carolina do Norte, questionamentos são levantados sobre seu passado. Linda, mas discreta, Katie parece evitar laços pessoais formais até uma série de eventos levá-la a duas amizades relutantes: uma com Alex, o viúvo, com um coração maravilhoso e dois filhos pequenos, a outra com sua vizinha muito franca, Jo. Apesar de ser reservada, Katie começa a baixar a guarda lentamente, criando raízes nessa comunidade solícita e tornando-se próxima demais de Alex e de sua família. No entanto, quando Katie começa a se apaixonar, ela se depara com o segredo obscuro que ainda a assombra e a amedronta: o passado que a deixou apavorada e a fez cruzar o país para chegar no paraíso de Southport. Com o apoio simpático e insistente de Jo, Katie percebe que deve escolher entre uma vida de segurança temporária e outra com recompensas mais arriscadas… e que, no momento mais sombrio, o amor é seu único refúgio.

É assim que a vida funciona. Na maior parte do tempo nada é fácil. Temos simplesmente que tentar fazer o melhor que pudermos.”

Não poderia deixar de começar o ano novo lendo um livro de um dos meus autores favoritos. Quem já leu alguma resenha que fiz sobre Nicholas Sparks, sabe que eu “rasgo uma seda” para o norte-americano, mas a verdade é que românticas ou não as histórias de Sparks são sempre um caso a parte.

O escolhido da vez foi um dos meus presentes favoritos no Natal, “Um Porto Seguro” que conta  a história de Katie, uma jovem bonita e reservada que se muda para a pequena cidade de Southport na Carolina do Norte e começa a chamar a atenção dos moradores por ser uma pessoa extremamente misteriosa. Relutante no começo, ela acaba fazendo amizade com sua vizinha, à psicóloga (<3) Jo e Alex, um jovem viúvo que se reveza entre cuidar dos dois filhos pequenos – os fofíssimos Josh e Kristen – e uma loja de conveniência “herdada” do seu sogro.

Katie esconde um segredo obscuro do seu passado e à medida que se envolve ainda mais com Jo e Alex, acaba sendo inevitável esconder a sua história.

Confesso que logo nas primeiras páginas sabia qual era o tal “segredo” de Katie, mas isso não prejudica em nada a leitura que é dividida entre Katie, Alex e um personagem chamado Kevin que tem uma importância fundamental no andamento da história do livro e de Katie. Nicholas nos deixa saber o segredo de Katie logo no começo, mas a maneira como ela veio para Southport e tudo que enfrentou até então é o “recheio” a mais de uma história que poderia muito bem ser bastante previsível.

Um porto Seguro é um romance, mas uma história bem atual e cheia de nuances que no fim vão surpreender. Os personagens também são extremamente cativantes. Katie é uma jovem frágil que se esconde por trás de uma linha “durona” e misteriosa, Jo é uma fofa, a amiga que todo mundo pediu a Deus: sincera, engraçada e supercompanheira (pena que lá pelos capítulos finais temos uma surpresa bem inesperada em relação a ela), Alex é um homem sensível e muito apaixonante. Viúvo ele tenta conciliar sua vida pessoal com a vida de pai e a tristeza por ter perdido seu primeiro amor, a sua esposa Carly (os momentos que ele relembra dela são fofos) e temos Kevin, que é uma persona e tanto! Entender a mente desse homem é um grande desafio, e talvez por isso os capítulos direcionados a ele, são os meus favoritos! (coisas da psicologia)

Sem dúvidas, uma das melhores histórias de Nicholas (se é que isso é possível, porque ele se supera sempre).

Anúncios