...

Autor: Marc Levy
Título Original: Vous Revoir
Ano de Lançamento: 2005
Editora: Bertrand Brasil
Número de Páginas: 304
Sinopse: Em “Encontrar Você”, Marc Levy traz de volta os personagens que encantaram o mundo na história de amor sobrenatural de seu romance de estréia “E Se Fosse Verdade…” – adaptado para o cinema numa produção de Steven Spielberg estrelada por Reese Whiterspoon. Lauren, totalmente curada do acidente que a deixou à beira da morte, é agora uma grande neurocirurgiã. A identidade do homem que encontrou sentado à sua cabeceira assim que voltou do coma, no entanto, ainda permanece um mistério. E todos, inclusive sua mãe, se recusam a responder às suas perguntas. Enquanto isso, após uma temporada na França, o arquiteto Arthur resolve retornar a São Francisco. Se a vida oferecesse uma segunda chance aos dois, será que, apesar de todos os riscos, eles saberiam aproveitá-la? Encontrar Você é o novo livro do francês Marc Levy, que mantém os toques de aventura, humor e magia que o transformaram num dos mais populares escritores do planeta.

Não imaginava que alguém pudesse amar como eu a amei. Acreditei nela como se acredita num sonho. Quando se desvaneceu, eu desapareci com ela. Pensei que agia por valentia, por abnegação, mas poderia ter me negado a escutar a todos aqueles que me ordenaram que não voltasse a vê-la”. 

Diante da minha empolgação em torno do livro E Se Fosse Verdade do francês Marc Levy, li a continuação do romance sobrenatural  com uma rapidez instantânea!

Encontrar Você começa alguns anos depois dos acontecimentos do primeiro livro. Lauren acordou do coma, mas não se lembra do seu “romance” com Arthur, este por sua vez é convencido pelas pessoas mais próximas da jovem médica a sair definitivamente de sua vida, uma vez que a revelação da sua “quase morte” poderia ser prejudicial a sua recuperação. Na verdade a mãe e o professor de Lauren se sentem envergonhados pelas escolhas que fizeram no primeiro livro e embora se sintam gratos por Arthur ter salvado a vida de Lauren, acreditam que a verdade não seria a melhor opção para a jovem.

Desiludido, Arthur decide tocar sua vida para frente e viaja para a França onde passa uma longa temporada. De volta a São Francisco, e sem sucesso na tentativa de esquecer o grande amor de sua vida, o arquiteto passa acreditar que seu afastamento de Lauren é temporário e que uma hora ou outra ele poderá finalmente contar a verdade para ela.

Lauren, por sua vez, recupera-se muito bem do acidente e volta a trabalhar como médica. Tudo parece absolutamente normal para ela, mas a imagem de um homem ao seu lado enquanto ela acordava do coma a intriga. E quando o destino decide uni-los mais uma vez, a médica passa a sentir uma necessidade inexplicável de cuidar e estar ao lado de Arthur.

Poderia dizer que os papeis “se invertem” neste livro. Se no primeiro pudemos conhecer as maiores lembranças de Arthur, neste livro temos uma aproximação maior de Lauren. Ela sente que nunca se apaixonou de verdade e por mais que fosse uma médica dedicada jamais sentiu tamanha necessidade de cuidar de um paciente. Mas como dizem por aí: quando é para ser nada pode atrapalhar e mesmo que lentamente, o quebra cabeça da complicada história de amor de Lauren e Arthur vai sendo montado.

Marc Levy nos entrega mais uma belíssima história. Mesmo com menos cenas românticas Encontrar Você consegue ser tão lindo, leve e divertido quanto o livro anterior. Acredito que a continuação serviu para nos “apaixonarmos” ainda mais pelos personagens e mesmo que em alguns momentos eu me irritasse profundamente com as atitudes da mãe de Lauren, acabei entendo os motivos dela, afinal de contas, que mãe gostaria de confessar a sua filha que praticamente assinou sua sentença de morte?

Lauren também tinha tudo para ser insuportável, mas é impossível não adorar e torcer pela garota que Arthur tanto ama. Paul por sua vez volta a “ensinar” o que é ser amigo de verdade. Praticamente o livro inteiro ele zela pelo bem estar do sócio e como se não bastasse nos brinda com as cenas mais fofas e engraçadas de toda a história!

Enfim, acredito que a continuação de E Se Fosse Verdade correspondeu todas as minhas expectativas. Ainda continuo gostando do filme, mas é impossível compará-lo as emoções que os livros de Marc Levy nos proporcionam. Sem dúvidas uma das melhores histórias que já tive a oportunidade de ler!

Anúncios