....

Autor: Kiera Cass
Título Original: The Elite
Ano de Lançamento: 2013
Editora: Seguinte
Número de Páginas: 360
Sinopse: A Seleção começou com 35 garotas. Agora restam apenas seis, e a competição para ganhar o coração do príncipe Maxon está acirrada como nunca. Só uma se casará com o príncipe Maxon e será coroada princesa de Illéa. Quanto mais America se aproxima da coroa, mais se sente confusa. Os momentos que passa com Maxon parecem um conto de fadas. Quando ela está com Maxon, é arrebatada por esse novo romance de tirar o fôlego, e não consegue se imaginar com mais ninguém. Mas sempre que vê seu ex-namorado Aspen no palácio, trabalhando como guarda e se esforçando para protegê-la, ela sente que é nele que está o seu conforto, dominada pelas memórias da vida que eles planejavam ter juntos. America precisa de mais tempo. Mas, enquanto ela está às voltas com o seu futuro, perdida em sua indecisão, o resto da Elite sabe exatamente o que quer — e ela está prestes a perder sua chance de escolher. E justo quando America tem certeza de que fez sua escolha, uma perda devastadora faz com que suas dúvidas retornem. E enquanto ela está se esforçando para decidir seu futuro, rebeldes violentos, determinados a derrubar a monarquia, estão se fortalecendo — e seus planos podem destruir as chances de qualquer final feliz.

Não importava o que viesse, eu enfrentaria. Tinha que enfrentar.”

 Antes de iniciar a resenha sobre o segundo volume da série escrita por Kiera Cass, gostaria de falar um pouquinho do conto O Príncipe que diferentemente do primeiro livro narra os acontecimentos anteriores à seleção pelo ponto de vista do futuro herdeiro do trono de Illéa, o Príncipe Maxon.

O livro (se é que pode ser chamado assim) foi disponibilizado gratuitamente em formato digital pelo site da editora e vale muito a pena, não só pela leitura rápida, mas pelo grande complemento que acaba acrescentando a saga principal.

Se ainda restava algum traço de conto de fadas na história, a pequena narrativa acaba com todas elas. Maxon ainda é um príncipe (no sentido lúdico da palavra), mas conhecer seus sentimentos e sua verdadeira realidade voltada às inúmeras obrigações e responsabilidades que enfrenta desde cedo é no mínimo interessante – e um grande reforço para o #TeamMaxon que eu tenho certeza que 99,9% das leitoras fazem parte!

Mas voltando a série principal, A Elite traz novamente a narrativa da protagonista America que agora faz parte das seis candidatas restantes ao titulo de futura rainha de Illéa. A competição está ainda mais acirrada e se no primeiro livro a heroína da história não fazia a mínima questão de competir pelo coração de Maxon, agora se mostra bastante dividida e confusa em relação aos seus sentimentos pelo príncipe e por seu ex-namorado Aspen que como guarda real do palácio acaba tendo um contato gigantesco com a protagonista.

Toda hora, eu olhava para o meu coração e comparava Maxon e Aspen, mas nenhum deles se sobressaía. A não ser, talvez, quando eu estava sozinha com um deles.”

Confesso que essa “indecisão” de America me irritou em alguns momentos e acredito que boa parte disso venha do fato de eu já ter escolhido o meu favorito. Ainda assim é possível notar que Kiera conduziu a narrativa de uma maneira muito mais madura e ágil que no primeiro volume da série.

O enfoque principal continua e acredito que se manterá no triângulo amoroso  America/Maxon/Aspen, entretanto, é impossível não gostar do grande viés político e social que a autora demonstra através das revoltas e da verdadeira faceta do governo da fictícia Illéa (leia-se Rei Clarkson que me surpreendeu e muito!)

Outro ponto forte do segundo volume da série é o destaque que a grande maioria das concorrentes de America recebem. Celeste continua impossível e por mais que o veneno da patricinha faça nosso sangue subir a cabeça, a personagem demonstra que possui força e determinação suficientes para bater de frente com a protagonista ou pelo menos competir de igual para igual com a ruivinha. Outra que ganhou bastante foco nesse volume foi Marlee que finalmente tem seu grande segredo revelado (para ser bem sincera a história não me surpreendeu nem um pouco, pelo contrário era bastante previsível, o que não quer dizer que o direcionamento dado por Kiera tenha sido desinteressante).

Como na grande maioria das sagas já lançadas o segundo volume costuma superar as expectativas por simplesmente se “aprofundar” na história que foi introduzida no primeiro livro da série, e com “A Elite” não foi diferente. O que posso dizer é que apesar de estar cada vez mais ansiosa e empolgada pelo desfecho dessa história já estou me preparando psicologicamente para me despedir do povo de Illéa – o que eu presumo que não será uma tarefa muito fácil…

Anúncios