Tags

Pular carnaval? Que nada! Hoje é dia de Oscar e como a grande cinéfila que sou não poderia deixar de dar os meus habituais palpites nos vencedores das principais categorias da mais importante premiação do cinema mundial:

Melhor Filme

melhorfilme

Os Indicados: 12 Anos de Escravidão; Capitão Phillips; Clube de Compras Dallas; Ela; Gravidade; Philomena; Trapaça; Nebraska; O Lobo de Wall Street.
Quem eu gostaria que vencesse: “Clube de Compras Dallas”. Na minha humilde opinião, o Oscar 2014 está repleto de filmes realmente bons, o que por um lado é ótimo, mas por outro dificulta bastante a escolha de um “favorito”. No fim das contas, apesar de ter gostado de “Trapaça”, vibrado com “O Lobo de Wall Street” e me maravilhado com o roteiro originalíssimo de “Ela”,  escolho “Clube de Compras Dallas” porque na minha humilde opinião é um filme que tem tudo que é preciso para ser aclamado: atuações fantásticas, um roteiro baseado em uma história real e um drama que aborda um tema social relativamente recente e pouquíssimo explorado pela indústria cinematográfica.
Quem provavelmente vai vencer: “12 anos de Escravidão”. Por mais ansiedade que a revelação do resultado cause em muita gente, a acadêmia dificilmente gosta de surpreender. “12 anos de Escravidão” é exatamente aquele tipo de filme que o Oscar nunca deixa de premiar: um drama real, pungente, repleto de cenas fortes e acontecimentos “históricos”. De fato, o filme é maravilhoso, e por mais que “Gravidade” esteja correndo por fora, duvido muito que os jurados irão modificar o padrão de votos nada surpreendente que costumam adotar em certas categorias…

Melhor Ator

bestactorOs Indicados: Matthew McConaughey por Clube de Compras Dallas; Chiwetel Ejiofor por 12 Anos de Escravidão; Christian Bale por Trapaça; Bruce Dern por Nebraska; Leonardo DiCaprio por O Lobo de Wall Street.
Quem eu gostaria que vencesse: Leonardo DiCaprio. Sim eu sou fã do Christian Bale e sim eu amei o personagem dele em “Trapaça”, mas é relativamente difícil escolher outro favorito quando Leo está páreo. Falo isso não só por fazer parte da turminha que sonha com o dia em que o ator irá colocar as mãos num Oscar, mas por admirar muito o trabalho de DiCaprio. “O Lobo de Wall Street” é só uma das milhares de provas de que Leo é um dos atores mais talentosos e versáteis da atualidade. A intensidade com  cria cada um dos personagens é algo que fica nítido logo nas primeiras cenas de seus filmes. Ele pode interpretar qualquer coisa. Ser qualquer coisa. E uma vitória pelo yuppie depravado e ambicioso de “Lobo” seria o reconhecimento de toda a brilhante carreira de DiCaprio.
Quem provavelmente vai vencer: Matthew McConaughey. Apesar da minha super torcida pelo DiCaprio, preciso dizer que também vou ficar muito feliz com a vitória de Matthew. Ele é, sem dúvidas, o grande favorito da crítica. E não é para menos. Sua atuação em “Dallas” está irremediavelmente arrebatadora. Sem contar o fator “mudança física” (algo que a Acadêmia adora) e a prova de que por trás daquele galãzinho de comédias românticas existe um grande ator dramático.

Melhor Atriz

bestactress

As Indicadas: Cate Blanchett por Blue Jasmine; Amy Adams por Trapaça; Sandra Bullock por Gravidade; Judy Dench por Philomena; Meryl Streep por Álbum de Família
Quem eu gostaria que vencesse: Amy Adams. Ela é praticamente o Leonardo DiCaprio de vestido. A quantos anos essa mulher concorre ao Oscar e morre na praia? Ela é tão boa atriz e está tão maravilhosa na pele da trapaceira Sydney que eu não consigo deixar de rezar para que ela ganhe logo uma estatueta dourada…
Quem provavelmente vai vencer: Cate Blanchett. É a super favorita da crítica. Tão favorita que nem o fator “Woody Allen” pode atrapalhar a consagração da atriz australiana. Não que eu discorde. Acho que Cate é o coração de “Blue Jasmine”. Mas apesar de todos fatores positivos (que incluem o talento e a classe da atriz), algo dentro de mim não consegue torcer por sua vitória…

Melhor Ator Coadjuvante

coadjuvanteator

Os Indicados: Jared Leto por Clube de Compras Dallas; Barkhad Abdi por Capitão Phillips; Bradley Cooper por Trapaça; Michael Fassbender por 12 Anos de Escravidão; Jonah Hill por O Lobo de Wall Street
Quem eu gostaria que vencesse: Jared Leto. Por mais Barkhad Abdi e Jonah Hill mereçam a vitória, seria uma tremenda injustiça ignorar o trabalho do cantor/ator como o trans de “Clube de Compras Dallas”. Jared, é um daqueles tipos de talentos que conseguem conciliar e muito bem várias áreas dentro de uma única carreira. Há séculos esse cara já provou que além de cantor, é um excelente ator, mas a cereja do bolo é com toda certeza sua atuação em “Dallas”. Rayon não poderia ser interpretado por nenhuma outra pessoa. É aquele tipo de personagem que praticamente pertence ao ator. 
Quem provavelmente vai vencer: Jared Leto. Pois é, a crítica também acha que ele merece a estatueta dourada e para ser bem sincera, acho que essa é uma das vitórias mais “previsíveis” da noite.

Melhor Atriz Coadjuvante

coadjuvanteatriz

As Indicadas: Jennifer Lawrence por Trapaça; Sally Hawkins por Blue Jasmine; Lupita Nyong’o por 12 Anos de Escravidão; Julia Roberts por Álbum de Família; June Squibb por Nebraska
Quem eu gostaria que vencesse: Lupita Nyong’o. Outro caso de “justiça”. Se essa mulher não ganhar o Oscar eu realmente não sei o que esperar do mundo…
Quem provavelmente vai vencer: Lupita Nyong’o. Por mais que Jennifer Lawrence esteja “tete-a-tete” com Lupitinha nas vitórias da temporada, acredito que a Acadêmia não iria dar outra estatueta consecutiva para uma atriz tão jovem quanto J-Law. A gente sabe que existe muita “política” por trás das votações e convenhamos, mesmo que Jennifer esteja exuberante e maravilhosa em “Trapaça”, a grande merecedora da cobiçada estatueta é mesmo Nyong’o.

Melhor Diretor

bestdirector

Os Indicados: Alfonso Cuarón por Gravidade; Steve McQueen por 12 Anos de Escravidão; Alexander Payne por Nebraska; David O. Russell por Trapaça; Martin Scorsese por O Lobo de Wall Street
Quem eu gostaria que vencesse: Alfonso Cuarón. Essa é sempre uma categoria dificílima de palpitar. Parte de mim adoraria ver Steve McQueen com o primeiro negro a vencer a categoria, entretanto, é praticamente impossível rejeitar o primoroso trabalho do mexicano Alfonso Cuarón em “Gravidade”. Não sou nenhuma especialista em filmes, mas com base em tudo que eu já vi na telona, a competência do diretor mexicano é a verdadeira força motriz por trás da exuberância do filme.
Quem provavelmente vai vencer: Alfonso Cuarón. Como disse anteriormente, é praticamente impossível ignorar  o trabalho do diretor mexicano em “Gravidade”. Por mais “política” e “imprevisível” que esta categoria seja, não é muito difícil enxergar Cuarón com o grande vencedor da disputa.

Quanto as categorias técnicas, de filme estrangeiro e animação, prefiro não palpitar muito, já que não assisti boa parte dos filmes indicados.

Anúncios